Os seres míticos ou fantásticos mais famosos

| ENTRETENIMENTO
Os seres míticos ou fantásticos mais famosos
Fonte: listas.20minutos.es

TOP 72:
Nephilim
Nephilim
Os nefilins ou nefilins (no idioma hebraico "Nephilim", no plural, que vem de naf√°l: "cair" e, portanto, "os ca√≠dos" ou "aqueles que os fazem cair") s√£o seres mencionados v√°rias vezes na B√≠blia. Segundo o G√™nesis, eles seriam os descendentes dos "filhos de Deus" (anjos ou mais prov√°veis crentes) e as "filhas dos homens" (incr√©dulos) que viveram antes do dil√ļvio.O mesmo nome √© usado para se referir aos gigantes que viviam em Cana√£ na √©poca da conquista israelita A Septuaginta traduz essa express√£o como ő≥őĮő≥őĪőĹŌĄőĶŌā (gigantes) e a Vulgata como "gigantes".

TOP 71:
JorŇćgumo
JorŇćgumo
As hist√≥rias contam que, no per√≠odo Edo, uma mulher bonita atrai homens para uma cabana e eles come√ßam a tocar uma Biwa, ou um tipo de ala√ļde japon√™s. Enquanto a v√≠tima se distrai com o som do instrumento, junta-se √† v√≠tima em fios de seda de aranha para devorar os incautos como sua pr√≥xima refei√ß√£o. Segundo a lenda, quando uma aranha tem 400 anos, ganha poderes m√°gicos. Hist√≥rias de JorŇćgumo podem ser encontradas no per√≠odo Edo, como "Taihei-Hyakumonogatari" (Ś§™ŚĻ≥ Áôĺ ÁČ©ŤĮ≠) e "Tonoigusa" (ŚģŅ Áõī ŤćČ). Em muitas dessas hist√≥rias, JorŇćgumo muda sua apar√™ncia para uma linda mulher para pedir que um samurai se case com ela, ou assume a forma de uma jovem mulher com um beb√™. Um JorŇćgumo tamb√©m √© conhecido como o propriet√°rio da cachoeira Joren (śĶĄ Ťďģ „Āģ śĽĚ) em Izu, Shizuoka. Diz a lenda que um homem estava descansando no p√© da cachoeira quando seus p√©s foram amarrados com um grande n√ļmero de fios de aranha. Para se libertar, ele cortou os fios, mas em v√£o ele foi amarrado a um tronco, puxado do ch√£o e arrastado para a √°gua. Ap√≥s esse incidente na cachoeira Joren, os moradores, com medo da aranha, pararam de ir para a cachoeira. No entanto, um dia, um lenhador de fora da cidade, sem conhecer a hist√≥ria dos JorŇćgumo Joren, come√ßou a cortar madeira na √°rea. Quando ele acidentalmente derrubou o machado na √°gua, ele mergulhou na piscina para encontr√°-lo, e uma mulher bonita apareceu e devolveu o machado para ele, dizendo-lhe para n√£o contar a ningu√©m sobre ela. Um dia, embriagado, ele contou seu segredo e caiu em um sono profundo por nunca mais acordar.


TOP 70:
Tengu
Tengu
Tipo de criatura pertencente ao folclore religioso japon√™s. √Č considerado um tipo de deus xinto√≠smo (kami) ou yŇćkai (criatura sobrenatural). Embora tenham o nome de um dem√īnio chin√™s de apar√™ncia semelhante a um tiangou, a forma original do tengu era a de uma ave de rapina e eram representadas com caracter√≠sticas humanas e de aves. As representa√ß√Ķes mais antigas do tengu tinham bicos, que mais tarde se tornaram um nariz extremamente longo, que hoje √© a caracter√≠stica representativa do tengu na imagina√ß√£o popular. O budismo interpretou o tengu como dem√īnios destrutivos e press√°gios da guerra. Sua imagem gradualmente mudou para seres protetores, mas ainda eram considerados perigosos e eram esp√≠ritos das montanhas e florestas.

TOP 69:
Kappa
Kappa
Monstro aqu√°tico japon√™s, acusado de ser respons√°vel pelo afogamento, atraindo pessoas para a √°gua. Acreditava-se que, se confrontado com um Kappa, havia apenas um meio de fuga: os Kappas, por um motivo ou outro, ficam obcecados em ser gentis; portanto, se for dado um gesto de profunda rever√™ncia (rever√™ncia ao estilo japon√™s), provavelmente √© para o Kappa devolv√™-lo. Dessa maneira, a √°gua em sua cabe√ßa sair√° e o Kappa ficar√° incapaz de deixar a posi√ß√£o inclinada at√© que o cont√™iner esteja cheio de √°gua do rio em que ele viveu. Se um homem tivesse que fazer isso, acreditava-se que o Kappa o serviria por toda a eternidade. Eles tamb√©m conhecem muito bem a medicina, e a lenda diz que eles ensinaram aos seres humanos a arte da configura√ß√£o dos ossos humanos. Devido a esses aspectos benevolentes, alguns santu√°rios s√£o dedicados ao culto dos Kappa que foram √ļteis em suas aldeias.

TOP 68:
Kitsune
Kitsune
Um animal que √© um elemento de import√Ęncia singular no folclore japon√™s, a ponto de a palavra ser tradicionalmente usada para nomear esse esp√≠rito da floresta na forma de uma raposa, cuja fun√ß√£o cl√°ssica √© proteger florestas e aldeias. Segundo a mitologia japonesa, a raposa √© um ser inteligente que possui habilidades m√°gicas, que s√£o aumentadas com a idade e a aquisi√ß√£o de conhecimento. Caso contr√°rio, a idade, a sabedoria e o poder de um kitsune tamb√©m s√£o maiores √† medida que o n√ļmero de caudas aumenta, sendo o mais poderoso o kitsune de nove caudas.


TOP 67:
Stirge
Stirge
Styrges são seres voadores que tiram sangue para viver. Sua forma física é semelhante à de um pássaro com asas de morcego, olhos amarelos semelhantes aos de um inseto e 4 pernas médias com as quais agarra suas vítimas com muita eficiência. Ele também tem um bico enorme e longo, com o qual suga sangue de suas vítimas. Uma vez que a linha atacou e começou a sugar, é praticamente impossível separá-la do corpo da vítima, exceto matando-a. Eles drenam cerca de 2 litros de sangue cada vez que atacam; portanto, quando terminam de sugar, ficam bastante inchados. As vítimas geralmente morrem naquela época, principalmente crianças e seres menores.

TOP 66:
Ettin
Ettin
Um ettin é um gigante malvado e malcheiroso de duas cabeças. Fisicamente, ele é muito parecido com um ogro; eles têm enormes presas e sua pele é tão dura e acinzentada que parece coberta por uma camada de pêlo curto. No entanto, seu tamanho pode ser o dobro do de ogros. De fato, "ettin" vem do inglês "eoten", uma palavra em desuso que significa "gigante".

TOP 65:
Drider
Drider
Um drider é uma semente de um drow que foi renegado por sua deusa. Na sociedade drow, há uma grande veneração pela deusa aranha, Lolth. Quando um drow atinge um certo grau de desenvolvimento, seja como guerreiro, mago, etc., ele é submetido a um teste especial encomendado por Lolth. Drider de Todd Lockwood Aqueles que falham no teste recebem uma maldição da deusa e são banidos de sua comunidade. A maldição os transforma em seres que seguram a parte superior do drow, mas a parte inferior do corpo é a de uma aranha gigante, geralmente com 8 pernas. Os pilotos mantêm as mesmas qualidades que tinham quando eram drow; a capacidade de lançar feitiços, infra-visão, domínio do arco e, principalmente, do machado e da espada. Obviamente, eles também retêm aversão à luz e seu ódio por criaturas na superfície.


TOP 64:
Skinning
Skinning
√Č uma criatura sombria, maligna e incrivelmente desumana que se alimenta do c√©rebro de humanos, elfos e outros human√≥ides. Tamb√©m √© conhecido como illithid ou il√≠cido. Fisicamente, possui pele malva e 4 tent√°culos semelhantes aos de um polvo saem de sua boca. Em combate, ele usa um ou mais tent√°culos com os quais golpeia o c√©rebro de seu oponente at√© o momento em que ele o puxa e mata sua v√≠tima.

TOP 63:
Beholder
Beholder
O espectador √© um ser monstruoso e maligno de intelig√™ncia excepcional, muito agressivo e ganancioso. √Č conhecido como "o olho tirano", pois √© um corpo globular com um olho gigante, mais ou menos esf√©rico e com cerca de 10 ped√ļnculos longos. Seu corpo √© coberto com quitina, o que lhe confere grande resist√™ncia e age quase como uma armadura. Os ped√ļnculos tamb√©m t√™m olhos e est√£o localizados no topo da esfera. Ele tamb√©m tem uma boca enorme com dentes afiados.

TOP 62:
Liche
Liche
Um liche é um morto-vivo cujo corpo e alma foram separados por um ritual de necromancia.


TOP 61:
Lamasu
Lamasu
O lamasu é um poderoso touro alado destinado a proteger templos e objetos sagrados valiosos. Diz-se que esta formidável criatura é capaz de combinar a força do touro, a liberdade da águia e a inteligência do homem, pois possui o corpo e os chifres de um touro cinza, as asas de uma águia gigante e a cabeça de um ser humano. macho.

TOP 60:
Wyvern
Wyvern
Os Wyverns s√£o enormes r√©pteis alados da fam√≠lia drag√£o. Morfologicamente, eles s√£o muito semelhantes aos drag√Ķes, exceto pelo tamanho, muito menor no caso do wyvern, e o fato de um wyvern ter apenas as patas traseiras. Intelectualmente, s√£o bem inferiores aos seus primos, os grandes drag√Ķes, pois n√£o possuem a grande intelig√™ncia deles. Tampouco seu v√īo √© t√£o √°gil quanto o de um drag√£o; de fato, um wyvern n√£o pode voar com uma criatura de peso consider√°vel.

TOP 59:
Basilisco
Basilisco
As condi√ß√Ķes para o nascimento de um basilisco ocorrer s√£o bastante complicadas; o basilisco eclodir√° de um ovo rejeitado pela galinha e que n√£o √© oval, mas redondo. Este ovo deve ser chocado por um r√©ptil. O basilisco tem o corpo e o rosto de um galo, o pesco√ßo e a cauda de um r√©ptil e asas de morcego feias. Os machos tamb√©m t√™m cristas e barbas. A cauda tem escamas e √© coberta com algumas penas. Seus olhos s√£o vermelhos brilhantes.

TOP 58:
Pesadelo
Pesadelo
Pesadelos são corcéis do mal que habitam planos inferiores, onde o mal é mais poderoso. Sua aparência é muito semelhante à de um cavalo grande, geralmente preto, com olhos vermelhos brilhantes, como as narinas. Suas crinas são chamas alaranjadas e seus cascos são brasas ardentes.


TOP 57:
Cyclops
Cyclops
Ciclope s√£o gigantes com um olho, muito fortes, teimosos e com emo√ß√£o abrupta. Seu √ļnico olho √© grande e est√° localizado no centro da testa. Poderes especiais s√£o atribu√≠dos a esse olho, pois √© capaz de desintegrar quase tudo com um simples olhar.

TOP 56:
Rakshasa
Rakshasa
Originários de uma antiga raça hindu de bestas mitológicas, os rakshasas são criaturas demoníacas que habitam na forma de um felino humanóide.

TOP 55:
Hom√ļnculo
Hom√ļnculo
Um hom√ļnculo √© um pequeno ser criado artificialmente em laborat√≥rio. A cria√ß√£o desses seres ocorre atrav√©s de um ritual no qual √© necess√°rio material gen√©tico do criador, geralmente sangue e um peda√ßo de pele, que s√£o misturados com uma po√ß√£o especial √† base de argila, cinzas, ra√≠zes de mandr√°gora e √°gua. primavera.

TOP 54:
M√ļmia
M√ļmia
Uma m√ļmia √© um cad√°ver revivido e preservado atrav√©s dos s√©culos atrav√©s de rituais sombrios e secretos. O processo de mumifica√ß√£o consiste na manuten√ß√£o do corpo, evitando sua decomposi√ß√£o e, pode ser natural; se o cad√°ver foi preservado em uma atmosfera rarefeita, por exemplo, em um p√Ęntano denso ou artificial; se o cad√°ver foi preservado atrav√©s de po√ß√Ķes e pomadas m√°gicas. M√ļmia de Kev Walker O processo de reavivamento da m√ļmia √© zelosamente guardado por padres e xam√£s que adoram deuses sombrios do deserto.

TOP 53:
Fogo Fatuous
Fogo Fatuous
O fogo tatuado √© um ser maligno, de natureza √≥ptica, vivendo em p√Ęntanos e p√Ęntanos. Sua apar√™ncia √© a de uma bola de luz com um brilho fraco, para que possam ser facilmente confundidos com alguma fonte de ilumina√ß√£o. Inc√™ndios tolos podem mudar de forma e cor √† vontade. S√£o seres de v√īo √°geis que podem flutuar, im√≥veis, na mesma posi√ß√£o, pelo tempo que precisam. Eles tamb√©m podem se mover t√£o r√°pido quanto um raio de luz. Inc√™ndios tatuados t√™m cerca de um metro de comprimento e possuem intelig√™ncia excepcional. Eles raramente lutam lado a lado, pois preferem enganar suas v√≠timas e atra√≠-las para p√Ęntanos. Se eles lutam corpo a corpo, a luz fica azul, verde ou roxa. Eles usam uma poderosa carga el√©trica para combater suas v√≠timas.


TOP 52:
S√°tiro
S√°tiro
Sátiros são criaturas selvagens típicas das montanhas e florestas caracterizadas por seu caráter despreocupado, cruel e lascivo. Fisicamente, são como seres humanos com cabeças e braços muito peludos. Eles têm pequenos chifres pretos e as extremidades inferiores de uma cabra. A pele e o cabelo são marrom escuro ou marrom avermelhado. Eles podem medir até 3 metros de altura.

TOP 51:
Roc
Roc
Rocs são pássaros gigantes que habitam áreas montanhosas e quentes. Fisicamente, são como enormes águias com plumagem marrom e dourada. Alguns rocs também podem ser inteiramente vermelhos ou pretos, mas, independentemente de sua cor, ninguém fica feliz em vê-los, pois são considerados portadores de maus presságios.

TOP 50:
Harpia
Harpia
Uma harpia √© um ser desagrad√°vel e horr√≠vel, em parte feminino e em parte abutre. A parte inferior do corpo e das asas √© a de um abutre, e o tronco e o rosto de uma mulher, especificamente uma bruxa. Seu cabelo √© grosso, duro e emaranhado, como um esfreg√£o, e seus dentes est√£o podres. Eles geralmente n√£o usam roupas e sempre est√£o envolvidos em um odor desagrad√°vel. Eles s√£o seres t√£o sujos que infectam outros seres atacando-os com suas garras. A linguagem deles √© baseada em uma esp√©cie de gritos e gritos desagrad√°veis. No entanto, as harpias podem cantar, com bastante gra√ßa, uma m√ļsica m√°gica capaz de enfeiti√ßar aqueles que a ouvem, especialmente humanos e demi-humanos. Eles usam essa m√ļsica quando est√£o presos ou quando querem atrair viajantes casuais para o covil.

TOP 49:
Hipocampo
Hipocampo
Um hipocampo é um híbrido com características de peixe e cavalo. Fisicamente, possui a cabeça, o tronco e as pernas de um cavalo, embora os cascos sejam substituídos por barbatanas. A parte inferior é a de um peixe grande, com uma cauda que pode atingir até 4 metros de comprimento. Seu corpo é coberto de escamas, exceto a parte que é o cavalo, que tem pêlos curtos. Sua cor varia entre verde e azul.

TOP 48:
Ogro
Ogro
Ogros s√£o enormes, human√≥ides de apar√™ncia grosseira, de apar√™ncia desagrad√°vel, de mau humor e muito guerrilheiros. Um ogro tem cerca de 3 metros de altura, pele verde escura ou at√© roxa e cheio de verrugas. Ele tamb√©m tem p√™los abundantes no corpo de uma cor muito escura. Seu odor desagrad√°vel √© percept√≠vel a uma grande dist√Ęncia. Ogros vivem em tribos e se adaptam bem a qualquer clima, para que possam ser encontrados em montanhas, plan√≠cies e terras secas.


TOP 47:
Sombra
Sombra
Sombras são mortos-vivos que se formam na escuridão e drenam a força dos seres vivos. Eles são tão escuros que só são detectáveis sob luz muito forte; no resto do tempo, parecem sombras comuns. Shadow, de Jason EngleSua origem é mágica; um mago amaldiçoa um inimigo morto e dali surge a primeira sombra. Desde então, as sombras percorriam ruínas, cemitérios e masmorras.

TOP 46:
Troll
Troll
Um troll é um humanóide horrível que se caracteriza por sua capacidade de se adaptar e se regenerar. Fisicamente, ele é um monstro bastante desagradável. Sua pele é uma pele irregular azul, cinza ou verde. Seus olhos estão escuros e afundados. Mede entre 2 e 3 metros e pode desenvolver uma força enorme. Os trolls podem andar de pé, mas levemente inclinados, e apesar de sua postura, são seres muito ágeis e excelentes escaladores. Além de sua destreza e enorme força, os trolls têm mais vantagens sobre outros seres, como a infra-visão e o olfato desenvolvido.

TOP 45:
Orc
Orc
Um orc é uma espécie degenerada de elfos, maus e sombrios. São humanóides com braços longos e pernas arqueadas, uma figura curvada, com pele verde-acinzentada, focinho altamente desenvolvido e dentes caninos. Eles medem entre 1,6 e 1,8 metros e geralmente vivem cerca de 40 anos. Eles são seres das montanhas que vivem na caça e saques.

TOP 44:
Zumbi
Zumbi
Um zumbi √© um morto-vivo cujo corpo foi trazido de volta √† vida atrav√©s de um ritual sombrio. A origem dos zumbis Por centenas de anos, feiticeiros e xam√£s ergueram cad√°veres atrav√©s de rituais de vodu com o √ļnico objetivo de transformar esses corpos apodrecidos em escravos. Magia negra e necromancia conseguem transform√°-los em verdadeiros aut√īmatos que, privados de toda intelig√™ncia ou humanidade, s√£o capazes de executar as ordens mais perversas.

TOP 43:
Manticore
Manticore
A manticora √© um ser monstruoso com o corpo de um le√£o, asas de morcego e uma cabe√ßa humana. √Č uma criatura n√£o muito inteligente, mas muito feroz e poderosa. Sua cabe√ßa √© a de um ser humano, com barba, cabelo de le√£o denso e dentes muito afiados. As asas s√£o as de um enorme morcego e o resto do corpo √© o de um le√£o gigante, exceto a cauda, cuja parte final √© encimada por um ferr√£o muito semelhante ao do escorpi√£o e com espinhos venenosos. Pode ter cerca de 5 metros de comprimento e at√© 3 metros de altura.


TOP 42:
Naga
Naga
Os Nagas são serpentes semi-divinas hindus com rosto e tronco humanos, geralmente femininos. Algumas lendas dizem que podem ser encontradas na forma de uma cobra d'água nas antigas áreas aquáticas do Paquistão. Naga, de Boris Vallejo São seres de sangue frio que têm escamas lindas, olhos grandes e brilhantes, quase luminescentes e medem entre 3 e 6 metros. Os nagas têm grande charme, uma qualidade que os torna muito poderosos sem recorrer à violência. Eles são enormemente inteligentes, sábios e pacientes. Prova disso é que eles são capazes de passar horas imóveis vigiando um inimigo. Além disso, eles descansam em um estado semi-consciente e dificilmente podem ser surpreendidos.

TOP 41:
Banshee
Banshee
Banshees são as fadas irlandesas da morte, extraídas da lenda e da mitologia celtas. Seu nome significa "mulher das fadas" e "mulher das colinas", pois às vezes ela aparece andando vagando pelas colinas, onde fica até vários dias sem rumo. Banshee, de Carlos Alberto Santos Sua aparência é a de uma mulher etérea, às vezes uma jovem donzela e, outras vezes, uma bruxa velha e nojenta. Seu rosto está pálido e seus olhos estão vermelhos, quase ensanguentados, de dor e choro. Segundo a lenda, ele geralmente usa verde ou azul e uma capa cinza.

TOP 40:
Esfinge
Esfinge
Uma esfinge √© um ser com o corpo de um le√£o e uma cabe√ßa humana vestida com uma touca dos deuses. Na mitologia eg√≠pcia, a esfinge √© uma est√°tua masculina com o corpo de um le√£o, o tronco de um homem e, √†s vezes, com asas. Cabe√ßas humanas eram representa√ß√Ķes de reis. Uma das esfinges mais admiradas √© a atribu√≠da ao rei Khaf-Ra. Nele o rei √© representado com o corpo de um le√£o mentiroso. Na mitologia grega, a esfinge era um dem√īnio que anunciava m√° sorte, morte e destrui√ß√£o. Sua descri√ß√£o ainda √© a de um le√£o alado com um torso humano, mas, neste caso, √© um torso feminino com cauda de cobra. Essa esfinge estava deitada nas pedras e jogava quebra-cabe√ßas para quem passava. Se o transeunte n√£o acertou o enigma, ele foi estrangulado pela esfinge com sua cauda. O nome da esfinge vem do grego sphingo e significa "o estrangulador".

TOP 39:
Gigante
Gigante
O gigante √© uma criatura human√≥ide, caracterizada por seu enorme tamanho e for√ßa. Os gigantes aparecem em in√ļmeras lendas e muitas das cat√°strofes que foram experimentadas ao longo da hist√≥ria s√£o atribu√≠das a eles. Os antigos acreditavam que eram capazes de quebrar montanhas e causar avalanches, ou de secar um rio inteiro bebendo do seu fluxo.

TOP 38:
Genius
Genius
Os gênios são seres mágicos que vivem nos planos elementares do ar, fogo, terra e água. Podemos encontrá-los frequentemente no plano material primário, embora também possam viajar para qualquer plano elementar e astral. Quando o plano material primário é encontrado, geralmente é por invocação de algum feiticeiro ou padre.


TOP 37:
Ghost
Ghost
Espírito ou alma dos mortos

TOP 36:
Ent
Ent
Um ent é um guardião das florestas, híbrido entre homem e árvore. Seus braços são feitos de galhos e seus pés se encaixam como um tronco de árvore. Eles também têm folhas longas que mudam de cor durante o inverno, embora raramente caiam. Eles medem entre 4 e 5 metros. Sua pele é uma casca grossa e marrom que a torna quase indistinguível das árvores.

TOP 35:
Sylph
Sylph

TOP 34:
Górgonas ou Medusa
Górgonas ou Medusa
Uma g√≥rgona √© uma mulher guerreira com asas e um olhar petrificante. Pensa-se que as g√≥rgonas fazem parte de uma ra√ßa de guerreiras, embora apenas tr√™s sejam conhecidas; Medusa, Esteno e Eur√≠ale. Essas irm√£s, filhas das divindades marinhas Ceto e Forcis, formaram uma das tr√≠ades mais antigas e poderosas da mitologia conhecida. Eles tinham poderes mentais, f√≠sicos e tinham o dom de curar. Sabe-se que Medusa Poseidon e Medusa profanaram o templo da deusa Atena e, em puni√ß√£o, Medusa se tornou o √ļnico mortal das tr√™s g√≥rgonas. Al√©m disso, ela deixou de ser uma jovem e bela donzela e passou a ter a apar√™ncia monstruosa de suas irm√£s. As g√≥rgonas t√™m cabelos horr√≠veis formados por cobras vivas, al√©m disso, t√™m presas de javali, asas de morcego e um corpo coberto de escamas met√°licas de drag√£o. Seus p√©s e m√£os s√£o bastante parecidos com garras.

TOP 33:
Dem√īnios
Dem√īnios
Na religi√£o, ocultismo e folclore, um dem√īnio √© um ser sobrenatural descrito como algo que n√£o √© humano e geralmente √© malicioso. No entanto, a palavra grega original "daimon" √© neutra e n√£o cont√©m uma conota√ß√£o necessariamente negativa em seus prim√≥rdios para os gregos antigos. Isso aconteceu com a aplica√ß√£o e, posteriormente, que o mau senso foi atribu√≠do a qualquer palavra relacionada que compartilhasse a raiz, quando originalmente se pretendia simplesmente denotar um "esp√≠rito" ou um "ser espiritual".


TOP 32:
Golem
Golem
Um golem é um ser criado magicamente a partir de forças elementares. Existem manuais misteriosos nos quais o processo de formação de um golem é explicado. Acredita-se que o primeiro golem criado tenha sido feito de carne na tentativa de animar um homem morto. Em seguida, foi testado com diferentes materiais, como madeira e metais, para obter um golem mais forte. Os golens precisam ser feitos de algum tipo de material elementar e, por enquanto, apenas os golens feitos de materiais terrestres são conhecidos por eles. O corpo do golem deve ser previamente esculpido, em pedra ou metal. A força motriz de um golem é um espírito elementar da terra cuja natureza é desconhecida. Este espírito está ligado ao corpo inerte do golem para lhe dar "vida". O processo de animação do golem é bastante longo, exigindo um mês inteiro sem interrupção. Objetos para conjurar, como paus e pergaminhos, podem ser usados nesse processo para que a "vida" chegue ao golem.

TOP 31:
Quimera
Quimera
A quimera é um ser monstruoso de origem escura, híbrido entre um leão, uma cabra e um dragão. A frente é a de um grande leão bronzeado. A parte de trás é a de uma enorme cabra preta. Ele também tem asas de dragão gigantescas, que geralmente são pretas ou vermelhas. Tem 3 cabeças; um de dragão, outro de leão e o terceiro de bode.

TOP 30:
Detentor de c√Ęncer
Detentor de c√Ęncer
O guardi√£o √© o porteiro que conecta o plano dos seres vivos com Hades. Hades √© uma regi√£o sombria onde Pers√©fone e Hades, os governantes da sepultura, reinam, e √© o lugar para onde as almas dos mortos v√£o. O guardi√£o garante que nenhum mortal v√° para o plano dos mortos e que nenhum fantasma v√° para o plano dos vivos. √Č um ser muito feroz na forma de um c√£o de tr√™s cabe√ßas com um rabo com cobras. Os olhos s√£o vermelhos e iluminados por uma luz sobrenatural. Veneno preto e mortal √© liberado de suas presas.

TOP 29:
Arconte
Arconte
Arcontes são seres celestiais enviados por uma divindade para cuidar, vingar ou julgar as injustiças que ocorrem em nosso plano material.

TOP 28:
Drow
Drow
Os drow s√£o criaturas subterr√Ęneas malignas descendentes dos elfos. Decl√≠nio pelas for√ßas do mal, eles foram expulsos pelos elfos da floresta para as cavernas subterr√Ęneas. Drow de Gerald Brom Fisicamente, um drow √© muito parecido com um elfo, especialmente com m√£os compridas e orelhas pontudas. No entanto, o drow tem pele escura e cabelos muito claros, geralmente brancos. Eles s√£o bastante finos e n√£o muito altos. Eles geralmente se vestem de preto e usam mantos √©lficos especiais que os tornam praticamente invis√≠veis em seu ambiente.


TOP 27:
Anjo caído
Anjo caído
No cristianismo, um anjo caído1 é um anjo que foi expulso do céu por desobedecer ou se rebelar contra os mandamentos de Deus. De acordo com essa traição, eles são anjos caídos

TOP 26:
Valquíria
Valquíria
As valqu√≠rias s√£o deusas da mitologia n√≥rdica, filhas de Odin e poderosos espectros de guerreiros. Eles t√™m a apar√™ncia de um jovem e belo guerreiro n√≥rdico; alto, com m√ļsculos fortes, grandes olhos azuis, cabelos loiros longos e tran√ßados. Eles gostam de vestir capacetes de guerra com chifres.

TOP 25:
An√£o
An√£o
An√Ķes s√£o seres teimosos e orgulhosos pertencentes a uma nobre ra√ßa de demi-humanos. Diz a lenda que Eul√©, um ferreiro desejoso de ter filhos a quem entregar seu conhecimento, esculpiu sete an√Ķes da terra e da pedra e os transformou em seres baixos e fortes.

TOP 24:
Hydra
Hydra
A hidra √© um monstro gigante que tem uma apar√™ncia reptiliana e v√°rias cabe√ßas. As hidras t√™m pele marrom e uma barriga amarela esbranqui√ßada. Sua apar√™ncia √© a de um r√©ptil com olhos √Ęmbar e dentes muito afiados. O n√ļmero de cabe√ßas √© vari√°vel, mas geralmente √© entre 5 e 12. Elas t√™m cerca de 10 metros de altura.

TOP 23:
Leviat√£
Leviat√£
O leviat√£ √© um ser monstruoso pertencente √† mitologia hebraica, misturado entre uma serpente marinha e uma baleia. √Č um ser conhecido desde os tempos antigos. Na B√≠blia, as descri√ß√Ķes do leviat√£ s√£o lidas em diferentes passagens e representam um enorme monstro marinho criado por Deus e simbolizando o mal. Pensa-se que tamb√©m pode ser uma esp√©cie de crocodilo gigante, j√° que, no livro de J√≥, o leviat√£ representa o crocodilo a ser ca√ßado.


TOP 22:
Ondina
Ondina
As ondinas s√£o uma variedade de ninfas, t√≠picas de lagos e √°guas doces. Sua forma√ß√£o ocorre nas mesmas condi√ß√Ķes que qualquer ninfa, mas, normalmente, s√£o as for√ßas elementares da √°gua que d√£o vida ao corpo feminino. Ondin by Keith Parkinson's Undines tem um corpo azulado ou verde, dedos e dedos dos p√©s ligeiramente palmados, orelhas pontudas e cabelos muito longos, azuis, amarelos ou verdes. Eles podem respirar √°gua e ar.

TOP 21:
G√°rgula
G√°rgula
Gárgulas são monstros mágicos muito ferozes e de aparência sinistra. Essas criaturas voadoras têm asas de morcego, olhos incandescentes, pequenos chifres e pele muito dura, coberta por uma camada de mineral que lhes permite passar despercebida nas fachadas dos edifícios. De fato, eles costumam ser confundidos com parte da ornamentação de catedrais, torres e cemitérios.

TOP 20:
Ninfa
Ninfa
Na mitologia grega, uma ninfa (no grego antigo, őĹŌćőľŌÜőĪ) √© uma divindade feminina menor normalmente associada a um local natural espec√≠fico, como uma nascente, riacho, montanha ou bosque. O t√≠tulo de ol√≠mpicos foi aplicado a eles, e foi dito que eles foram convocados para as reuni√Ķes dos deuses no Olimpo e que eram filhas de Zeus. Diferente dos deuses, as ninfas s√£o frequentemente consideradas esp√≠ritos divinos que animam a natureza e s√£o retratadas em obras de arte como belas donzelas, nuas ou seminuas, que amam, cantam e dan√ßam. Poetas posteriores √†s vezes os descrevem com cabelos da cor do mar.1 Acreditava-se que eles viviam na terra: em √°rvores, no topo de montanhas, em rios, c√≥rregos, ravinas e grutas

TOP 19:
S√ļcubos e Incubos
S√ļcubos e Incubos
Muitos s√ļcubos e incubos s√£o acreditados por muitos como aqueles dem√īnios alados t√≠picos, com chifres e cauda. Nada est√° mais longe da realidade. Eles s√£o dem√īnios horr√≠veis, sim, mas sua apar√™ncia quando se movem pelo mundo n√£o os denuncia.

TOP 18:
Centauro
Centauro
O centauro √© um ser com o corpo de um cavalo e o tronco, bra√ßos e cabe√ßa de um homem. Como vive em equil√≠brio com a natureza, ca√ßa apenas o que precisa para viver e, se cortar uma √°rvore, planta outra. √Č comum encontr√°-los em prados, clareiras e florestas dec√≠duas. Eles s√£o muito soci√°veis com outras esp√©cies florestais. Os centauros s√£o conhecidos por suas habilidades de lan√ßa e arco, embora tamb√©m possam usar paus e escudos ao lutar. Eles s√£o seres de grande for√ßa, especialmente por sua parte animal. Esta parte do cavalo lhes permite chutar, pisar e carregar uma lan√ßa.


TOP 17:
Kraken
Kraken
O Kraken √© um enorme monstro subaqu√°tico encontrado em oceanos e √°guas profundas. Seu tamanho √© apenas compar√°vel ao de certos drag√Ķes vermelhos e dourados, sendo em muitos casos maior que estes. Pode medir cerca de 90 metros de altura, em m√©dia. Quando se aproxima da superf√≠cie e permanece im√≥vel, pode ser confundida com uma ilha.

TOP 16:
Minotauro
Minotauro
Minotauros são enormes humanóides com cabeça e cauda de um touro, muito fortes e musculosos. Sua criação é desconhecida, embora se suspeite que eles foram criados por uma maldição. A natureza de um minotauro é mais próxima da de um animal do que da do homem; Eles são menos inteligentes que os humanos, mas seus sentidos são mais aguçados. Eles têm um olfato e infra-visão muito desenvolvidos e também são seres muito astutos.

TOP 15:

Dríade

Dríade
Dríades são goblins femininos, muito solitários e de grande beleza. Fisicamente, eles têm características muito delicadas, semelhantes às donzelas élficas. Eles têm olhos violeta ou verde escuro e os cabelos e a pele mudam de cor dependendo da estação. Dessa maneira, eles podem se camuflar na floresta sem serem vistos. No inverno, os cabelos e a pele são brancos, no outono são avermelhados e na primavera e no verão têm uma pele muito bronzeada e cabelos verdes.

TOP 14:

Bruxa

Bruxa
Um feiticeiro ou bruxa √© uma pessoa que pratica bruxaria. Embora a imagem t√≠pica de um feiticeiro ou bruxa varie muito de acordo com a cultura, no mundo ocidental uma bruxa est√° particularmente associada a uma mulher com a capacidade de voar montada em uma vassoura, bem como ao Coven (local das bruxas). ) e com a ca√ßa √†s bruxas (pesquisa e identifica√ß√£o de bruxas). O feiticeiro alguns se associa ao vidente ou ao clarividente, outros o associam ao xam√£ (especialista em comunica√ß√£o com os poderes da natureza e com o falecido), enquanto outros o associam a um mago mais tribal orientado para a cura de pacientes do corpo e da alma, etc. A bruxa (no feminino) √© um personagem recorrente da imagina√ß√£o contempor√Ęnea, que perdura e se afirma gra√ßas a hist√≥rias, romances, filmes, al√©m de certos festivais populares e suas m√°scaras especiais.

TOP 13:

Toque

Toque
com seres voadores muito ferozes, meio leão e meia águia. O topo é o de uma águia gigante com penas douradas, bico afiado e garras poderosas. A parte inferior é a de um leão com pêlo amarelo, pernas musculosas e cauda. Seu tamanho é bastante grande, geralmente medem cerca de 3 metros.


TOP 12:

Elementais

Elementais
Elementais são forças da natureza que dominam os elementos. O plano de material primário é composto de 4 elementos; fogo, terra, ar e água. Os elementais são seres que, no plano material, são compostos por um dos 4 elementos. Assim, distinguimos os elementais do fogo, terra, ar e água.

TOP 11:

M√°gicos

M√°gicos
O termo mago vem dos antigos maguŇ° persas atrav√©s do grego őľő¨ő≥őŅŌā e, finalmente, do latim magus. O significado original da palavra M√°gico se referia aos membros de uma tribo da M√≠dia e depois aos sacerdotes persas. Em termos modernos, refere-se a um tipo de astr√≥logo ou adivinho, que pratica magia, feiti√ßaria ou bruxaria.

TOP 10:

Homem lobo

Homem lobo
Lobisomem, tamb√©m conhecido como lobisomem, √© uma criatura lend√°ria presente em muitas culturas independentes em todo o mundo. Foi dito ser o mais universal de todos os mitos (provavelmente junto com o dos vampiros), e at√© hoje muitas pessoas acreditam na exist√™ncia de lobisomens ou outros tipos de "homens-feras". Todas as caracter√≠sticas t√≠picas desse animal - como ferocidade, for√ßa, ast√ļcia e velocidade - manifestam-se claramente neles, infelizmente para todos aqueles que cruzam seu caminho. Segundo as cren√ßas populares, esse lobisomem s√≥ pode permanecer em seu aspecto animal por algumas horas, geralmente quando a lua cheia se levanta.

TOP 9:

Vampiros

Vampiros
Um vampiro √©, de acordo com o folclore de v√°rios pa√≠ses, uma criatura que se alimenta da ess√™ncia vital de outros seres vivos (geralmente na forma de sangue) para permanecer ativo. Em algumas culturas abor√≠genes orientais e americanas, o vampiro √© uma divindade demon√≠aca ou deus menor que faz parte do sinistro pante√£o de suas mitologias. Na cultura europeia e ocidental, assim como na cultura global contempor√Ęnea, o prot√≥tipo de vampiro mais popular √© a origem eslava, a de um ser humano convertido depois de morrer em um cad√°ver ativo ou um destruidor predador sugador de sangue.

TOP 8:

Unicórnio

Unicórnio
O unic√≥rnio √© um animal m√°gico com um car√°ter nobre, puro e muito espiritual. Sua apar√™ncia √© a de um cavalo jovem, geralmente branco, com chifre em espiral, pernas de ant√≠lope, barba de cabra e cauda de le√£o. Seus olhos s√£o de um azul profundo e sua intelig√™ncia √© compar√°vel √† de um humano. Foi um s√≠mbolo em v√°rias culturas de santidade, virgindade e for√ßa; de fato, parece j√° descrito no livro de J√≥. No entanto, apesar dos numerosos textos nomeando o unic√≥rnio, sua proced√™ncia n√£o √© clara. Uma possibilidade √© que se origine da √ćndia, como um burro hindu, em cores muito diferentes do branco.


TOP 7:

Sereias

Sereias
Sereias s√£o criaturas lend√°rias pertencentes ao folclore e lendas. Representa√ß√£o de uma sereia no museu de Mashhad (Ir√£). Embora a princ√≠pio fosse mostrado como h√≠bridos de mulher e p√°ssaro com os quais os eg√≠pcios simbolizavam Ba, mais tarde a igreja os tornou representantes da voluptuosidade e assimilou suas can√ß√Ķes com o apelo de falsas doutrinas. No Ocidente, eles se transformaram em seres parecidos com peixes a partir do s√©culo IX, quando o Liber Monstrorum come√ßou a se espalhar. As sereias s√£o donzelas do mar que enganam os marinheiros com sua grande beleza e a do√ßura de suas can√ß√Ķes; da cabe√ßa ao umbigo, t√™m corpo virgem e formato semelhante ao da humanidade, mas t√™m um rabo de peixe escamoso, que sempre escondem no mar

TOP 6:

Pegasus

Pegasus

TOP 5:

Elfo

Elfo
Os elfos são humanóides de aparência frágil, com orelhas pontudas, pele pálida e olhos amendoados. Eles vivem centenas de anos, são até imortais. Apesar de serem menos robustos que os humanos (em média), eles têm maior agilidade e destreza em seus movimentos. Um elfo se move com graça e delicadeza, e de maneira tão sutil e silenciosa que sua presença às vezes é imperceptível. Esse fato permite que eles sigam furtivamente um inimigo que desejam espionar ou façam um ataque surpresa. Um elfo pode ser praticamente invisível em uma floresta.

TOP 4:

Anjo

Anjo
Um anjo √© um ser mitol√≥gico imaterial ou espiritual, presente em algumas religi√Ķes cujos deveres s√£o ajudar e servir a Deus. Os anjos s√£o frequentemente descritos como mensageiros de Deus na B√≠blia Hebraica, nas B√≠blias Crist√£s e no Cor√£o. De acordo com as tr√™s principais religi√Ķes monote√≠stas, os anjos tamb√©m atuam como mensageiros, executando os julgamentos de Deus e servindo aos crentes. Deste ponto de vista, os anjos s√£o normalmente considerados como criaturas de grande pureza destinadas, em muitos casos, √† prote√ß√£o dos seres humanos. Nesse sentido, no cristianismo, falamos do anjo da guarda ou anjo da guarda, que seria aquele que Deus designou cada pessoa para proteg√™-los

TOP 3:

Fairy

Fairy
Uma fada (do latim fatum: destino, destino) é uma criatura fantástica e etérea. Na mitologia grega e romana, eles são chamados Hados, mas geralmente sob a forma de uma mulher bonita, que segundo a tradição é protetora da natureza, produto da imaginação, tradição ou crenças e pertencente a esse fabuloso mundo de elfos, gnomos, duendes, sereias e gigantes que dão cor às lendas e mitologias de todos os povos antigos. O contato com eles pode ser causado pelo desenvolvimento da visão etérea de acordo com as lendas. A maioria deles é representada com asas


TOP 2:

Phoenix

Phoenix
O p√°ssaro F √© um p√°ssaro enorme envolto em chamas com plumagem vermelho-alaranjada, como fogo. Acredita-se que ele seja o √ļnico animal no √Čden a resistir √† tenta√ß√£o, e isso fez dele um ser eterno. Phoenix, de Mike Bierek√Č um ser m√°gico e fabuloso, retratado em v√°rias mitologias, mas simbolizando as diferentes culturas praticamente iguais; imortalidade e ressurrei√ß√£o. No Egito, chamava-se Bennu e simbolizava o Sol, que morre √† noite e renasce pela manh√£.

TOP 1:

Drag√£o

Drag√£o
Os drag√Ķes s√£o enormes r√©pteis alados pertencentes a uma das ra√ßas mais antigas que existe na mitologia. Eles s√£o famosos por sua enorme figura, cerca de trinta metros, e por suas qualidades m√°gicas. Os drag√Ķes podem ser classificados de acordo com a cor de suas escalas. Dentro de cada esp√©cie de drag√£o existem categorias baseadas na idade. O poder de um drag√£o aumenta ao longo dos anos, ent√£o os drag√Ķes adultos s√£o sem d√ļvida as criaturas mais poderosas do mundo mitol√≥gico. S√£o seres independentes que raramente vivem em comunidade. Eles preferem ter seu pr√≥prio esconderijo, geralmente uma grande caverna, onde podem guardar seus pertences e tesouros preciosos. Para um drag√£o, seu tesouro √© algo muito valioso; ela arruma sua cama com montanhas de j√≥ias e moedas e se deleita em olh√°-las.